8 de jun de 2009

não ouça o mal', 'não fale o mal' e 'não veja o mal'


Os Três Macacos Sábios de Nikko ilustram a porta do Estábulo Sagrado, um templo do século 17 localizado no Santuário Toshogu, na cidade de Nikko, Japão. Sua origem é baseada em um trocadilho japonês. Seus nomes são 'mizaru' (o que cobre os olhos), 'kikazaru' (o que tapa os ouvidos) e 'iwazaru' (o que tampa a boca), que na língua é traduzido como 'não ouça o mal', 'não fale o mal' e 'não veja o mal'. A palavra 'saru', em japonês, significa 'macaco' e tem o mesmo som da terminação verbal 'zaru'.
Origem
O folclore japonês diz que a imagem dos macacos foi trazida por um monge budista chinês, no século 8. Apesar disso, não há comprovação dessa suposição.

Provérbio
Mizaru Kikazaru Iwazaru - Literalmente, miru=olhar, kiku=olhar, iu=falar e zaru ligado a negação.

É uma forma de lembrar que, se os homem não olhassem, não ouvissem e não falassem o mal alheio, teríamos comunidades pacíficas com paz e harmonia.

Tem o nome em inglês de: “see no evil, hear no evil, speak no evil” (não vejo o mal, não ouço o mal, não falo o mal).

Nenhum comentário: